Blogger templates

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Exclusivo: "Já tive convites para estar no activo do futebol profissional" - Pedro Miguel

O treinador Pedro Miguel, em entrevista exclusiva ao FAS - Futebol Ao Segundo, revelou que, actualmente, encontra-se sem clube, por opção, uma vez que já teve convites de clubes, mas não chegaram a acordo.
 
FAS - Futebol Ao Segundo (FAS) - Qual o seu percurso desportivo, como treinador?
Pedro Miguel (PM) - Estive no Olhanense, Ovarense, Louletano e Oliveirense, nas últimas 8 épocas.
 
FAS - Como treinador, tem um título conquistado: a conquista da 2ª Divisão pela Oliveirense, em 2007/08. Que sentimento tem dessa conquista?
PM - É um sentimento de grande alegria, porque 50 anos depois, a Oliveirense voltou a ser campeão Nacional.
 
FAS Actualmente, encontra-se sem clube. Gostaria de abraçar um projecto novo no estrangeiro ou tem preferência em permanecer em Portugal?
PM - Felizmente, posso dizer que, por opção, estou sem treinar. Desde o início da época, já tive convites para estar no activo do futebol profissional, em Portugal, mas não foi possível chegar a acordo. Treinar no estrangeiro é uma hipotese, e até estive, recentemente, num país a ver o seu futebol e posso lá voltar, desde que seja um projecto aliciante. Mas treinar, em Portugal, também é uma possibilidade, desde que acredite no projecto.
 
FAS - Pessoalmente, concorda com a inclusão das equipas "B", na segunda Liga?
PM - Tenho algumas reservas num eventual sucesso deste modelo de campeonato a 22 equipas. Será benéfico para as equipas "B", mas para as outras, acho que não!

Pedro Miguel responde aos leitores do FAS - Futebol Ao Segundo

Tânia Santos - Sente-se arrependido de ter saído da Oliveirense? Gostaria de voltar a treiná-lo um dia?
PM - Não me sinto arrependido, porque foi uma decisão bem pensada e amadurecida. A decisão já estava tomada há alguns meses. Tinha o sonho que era fazer a despedida, no Jamor, na final da Taça de Portugal. Infelizmente, fomos afastados, nas meias-finais, pela Académica. Gostaria de voltar a treinar um dia, mas para isso acontecer tem que ser um projecto que eu acredite e que vai ser de sucesso. É o meu clube. Já sou sócio há muitos anos!

Pedro Furnas - Tenho o sonho de ser jogador de futebol profissional, como muitos outros jovens. Sou muito esforçado e dedicado a este sonho, mas existe algum ingrediente especial para lá chegar?
PM - Há pessoas que dizem que os sonhos comandam a vida, porque não acreditar? Tens dois atributos importantes que referes, és esforçado e dedicado e isso é muito importante. Depois, é preciso muito treino de qualidade, sacrifício. Os ingredientes é tudo o que referi, mais talento para o futebol. Espero e desejo que consigas atingir o teu sonho. Um abraço e boa sorte!

António Sérgio - Em que clube começou a jogar, com que idade e alguma vez pensou que iria tornar-se técnico de futebol?
PM - Comecei a jogar futebol, aos 16 anos, na Oliveirense. Quando jogava, na primeira Liga, pelo Farense, tirei os cursos de treinador de I e II nível, com a intenção de vir a ser treinador, um dia. Infelizmente, mais cedo devido a uma lesão de cartilagem, no joelho esquerdo. Aos 30 anos, deixei o futebol como jogador e comecei, como treinador adjunto, no Olhanense.

Luís Mendes - No seu tempo de jogador, qual foi o melhor treinador que teve?
PM - Vou responder os mais carismáticos, que foram o Paco Fortes e João Alves, no Farense. Quanto ao melhor, é dificil responder, porque aprendi com todos.

O FAS - Futebol Ao Segundo agradece a disponibilidade do técnico Pedro Miguel, desejando-lhe muitas felicidades futuras.

Fotos: Direitos Reservados

Sem comentários: