Blogger templates

sábado, 11 de agosto de 2012

Entrevista exclusiva a Fernando Morgado (treinador)

O treinador Fernando Morgado, em entrevista exclusiva ao FAS - Futebol Ao Segundo, referiu que o que aconteceu ao União de Leiria já era previsível.

FAS - Futebol Ao Segundo (FAS) - Actualmente, encontra-se sem clube. Gostaria de continuar em Portugal ou preferia um projecto novo no estrangeiro?
Fernando Morgado (FM) - Em Portugal ou no estrangeiro, o que eu pretendo é voltar a treinar, o mais rapidamente possível. De preferência num projecto ambicioso e com objetivos de formação de jogadores para futuras vendas.

FAS - Na última época, foi treinador adjunto do Vitória de Setúbal. A equipa chegou a estar em último lugar no campeonato. Desconfiou, alguma vez, que a equipa não alcançasse a manutenção?
FM - Sabíamos e confíamos sempre no trabalho que estava a ser feito, por isso acreditavamos, sempre, que a equipa se safava. Os problemas do Vitória de Setúbal são outros. Ao nível do treino, acreditavamos, sempre, na manutenção, e, obviamente, o Mister Zé Mota deu continuidade ao trabalho que vinha a ser feito, colocando o seu cunho pessoal.

FAS - Na época 2009/2010, foi técnico adjunto da União de Leiria. O que tem a dizer sobre os problemas da União de Leiria, na última época?
FM - A União de Leiria é um clube que em todas as épocas viveu com problemas, por isso quem conhece, minimamente, não viu com estranheza o que aconteceu. Como diz o ditado "tantas vezes o cántaro vai a fonte que um dia parte".

FAS - Acredita que, algum dia, a União de Leiria possa regressar à primeira Liga?
FM - A União de Leiria é um clube com grande potencial. É um clube de uma região, que se organizarem-se, se viverem de acordo com a realidade, se conseguirem encontrar uma política e uma estratégia para fazer com que a região apoie o clube, é obvio que pode e vai regressar à primeira Liga, e tem condições para quando voltar se manter de forma tranquila.

FAS - Na época 2008/09 e 2009/2010, foi treinador adjunto do Portimonense. A equipa do Portimonense, na última época, foi despromovida, porém beneficiou da desistência do Varzim. Acha que é justo para o Portimonense?
FM - O que acho que é justo, é que quem não cumpre, nem tem condições para cumprir, não deve competir. Isso sim é justo e é respeito pelos profissionais, e nisso a Liga Portuguesa de Futebol Profissional deve ter um rigor maior para afastar os incumpridores. Se o Portimonense cumpriu com tudo e respeitou os seus profissionais e houve clubes que não o fizeram, é claro que é justo para o Portimonense manter-se na segunda Liga.

FAS - Concorda com a criação das equipas "B"?
FM - Concordo com as equipas "B" para complemento da formação e com uma estratégia bem definida. Não concordo com as equipas "B" para desprezar jogadores da equipa principal e para despejar estrangeiros. E, obviamente, só concordo com as equipas "B" se época após época, a equipa "B" for rentabilizando a equipa principal e dando jogadores para essa equipa principal.

O FAS - Futebol Ao Segundo agradece a disponibilidade do treinador Fernando Morgado, desejando-lhe muitas felicidades.

Fotos: Direitos Reservados

Sem comentários: