Blogger templates

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Entrevista exclusiva a Bruno Moraes

O avançado Bruno Moraes (ex-União de Leiria), em entrevista exclusiva ao FAS - Futebol Ao Segundo, deseja voltar a jogar o mais rapidamente possível, num grande clube e, de preferência, num país bom para se viver.

FAS - Futebol Ao Segundo (FAS) - Qual o seu percurso desportivo?
Bruno Moraes (BM) - Comecei a jogar futsal no clube Portuários de Santos. Depois fui para o futebol e o Santos FC chamou-me para fazer um teste. No Santos destaquei-me e fui chamado à Selecção do Brasil sub-16 e assim foi, até à seleçao sub-20.
Nos séniores do Santos, fiz a primeira época com poucas oportunidades e recebi muitas propostas de clubes da Europa e alguns do Brasil. No entanto, assinei pelo FC Porto, onde estive por seis épocas, das quais duas épocas estive emprestado ao Vitória de Setúbal e uma época ao Rio Ave. Nas outras três épocas, fui campeão no FC Porto. Quando saí do FC Porto fui convidado pelo meu irmão mais novo para jogarmos na mesma equipa, juntos na Roménia, no Gloria Bistrita.
Depois do Gloria, tive uma passagem rápida pela Naval, entre Fevereiro e Maio. Após isso, comecei a época passada, na União de Leiria.

FAS - Qual a melhor época da sua carreira? E porquê?
BM - Em termos colectivos, a minha melhor época foi com o FC Porto, em 2003/04, onde fomos campeões da Liga dos Campeões e da Liga portuguesa.
Pessoalmente, esta última época, para mim, foi a melhor. Não conquistámos nenhum título, mas eu fiz uma época completa, fiz uma pré-época onde estava disponivel para 90 por cento dos jogos, e acabei a época a jogar.

FAS - A sua primeira experiência europeia foi no FC Porto. Como classifica o FC Porto, como clube?
BM - O FC Porto é um gigante, em termos de organização e em estratégia, e é especialista no mercado de transferências. Um clube que dá todo o suporte para um jogador chegar ao seu melhor nível. No início, demorei um pouco a adaptar-me, mas depois com a ajuda dos brasileiros que já jogavam no FC Porto, Derlei e Deco, ficou mais fácil.

FAS - Na época 2006/2007, jogou na Liga dos Campeões, pelo FC Porto, onde defrontou, por exemplo, o Chelsea e o Arsenal. Qual foi o sentimento quando jogou na Liga dos Campeões?
BM - Um sentimento muito bom, de extrema inportância para mim. A Liga dos Campeões é uma competição muito apreciada por nós, jogadores da América do Sul. Adorei jogar, foi muito bom. Joguei, também, duas vezes contra o Hamburgo (Alemanha). Num dos jogos, fiz um golo e uma assistência, e ainda participei noutros jogos.

FAS - Esta última época, jogou no União de Leiria. Sente que foi uma época positiva para si?
BM - Foi. Pessoalmente, foi muito importante ter feito a pré-época e ter jogado a maioria dos jogos. Mostrei que estou totalmente recuperado das lesões, que me afectararm no FC Porto.

FAS - Acredita que, algum dia, o União de Leiria possa regressar à primeira Liga?
BM - Acho difícil, mas ficaria feliz pela cidade e pelos leirienses.

FAS - Está, actualmente, sem clube. Gostaria de abraçar um projecto no estrangeiro ou continuar em Portugal?
BM - Gostaria de voltar a jogar num grande clube, num país bom para se viver.

O FAS - Futebol Ao Segundo agradece a disponibilidade do avançado Bruno Moraes, desejando-lhe muitas felicidades desportivas.

Fotos: Direitos Reservados